Como empreender no Brasil: guia prático de como abrir uma microempresa na prática

Como empreender no Brasil é uma pergunta que muitos se fazem. Por isso, criamos esse artigo para responder esta e outras questões.

Empreender em nosso país, por mais que seja algo que muitos sonham, acaba – para uma grande maioria – se tornando um pesadelo ou um capítulo a esquecer em suas vidas. Isso porque, elas ainda não sabem como empreender.

A ambição de mandar no próprio nariz e ter autonomia para fazer um negócio sair do papel é algo que cria  brilho nos olhos das pessoas que, atraídas por esse canto da sereia, não percebem todos desafios e sacrifícios que estarão por vir.

Existem desafios que muitos dos novos empreendedores vão passar, como amargurar sozinhos muitas decisões importantes que podem definir o rumo de sua carreira como empresários; errar em negócios infundados e feitos por emoção, ou mesmo, desperdiçar muito tempo e energia em coisas desnecessárias.

Os mais velhos sempre ensinam que devemos aprender com quem já fez a caminhada – com quem já sabe como empreender – e não com teóricos ou analistas que preferem ver de fora as coisas e nunca entrar no olho do furacão.

Sobre este guia:

  • Trataremos aqui sobre negócios de estabelecimento físico e que lidam com realidade palpável (excluímos aqui negócios online, pirâmides ou promessas de ficar milionário em 1 ano)
  • Não existirão milagres ou fórmulas prontas de como empreender, e sim vários insights que irão colocar você a pensar se realmente está no caminho certo.

Como empreender?

Muitos dizem que todo empreendimento tem 3 fases de existência que são cruciais e devem ser analisadas separadamente, dando assim ao empresário uma noção do que ele vai enfrentar se realmente quiser construir um negócio próspero e com futuro.

Fase 1) Sonho, Suor e Sobrevivência

Fase 2) Diferenciação e Estabilização

Fase 3) Crescimento e Expansão

Como empreender: guia prático de como abrir uma empresa no Brasil

Entretanto, existem armadilhas no crescimento e na transição de fase para fase, e, também, aspectos fundamentais e práticos para que você possa ter insights sobre qual etapa se encontra.

Vale lembrar, que como sempre frisamos aqui no blog, não basta somente saber como empreender. É necessário colocar esforço e energia em direção à sua meta e ao crescimento.

Pode parecer clichê mas, pare um pouco e pense: no que realmente você tem dado o sangue em sua vida? Será que essa não é mais uma daquelas coisas que todas pessoas “sabem” mas raríssimas praticam?

Todos têm potencial de transformar qualquer sonho em realidade, mas essa NUNCA será uma tarefa simples e rápida.  

Como empreender: as fases de um negócio

  • A FASE DE SONHO, SUOR e SOBREVIVÊNCIA (0 a 2 anos)

Essa é a fase em que tudo tem início e se define. Aqui, podem se misturar milhares de motivos para abrir um negócio, alguns genuínos e outros originados do acaso ou, até mesmo, da falta de opção.

Existem raríssimos empreendimentos que foram abertos por acaso ou por necessidades que deram certo. Claro que existem exceções, e você, ao ler isso pode ser uma delas.

Pare e se pergunte: porque tenho esse negócio? Por que o iniciei? Se sua resposta é o acaso, necessidade, pois não tinha outra opção ou, porque você viu que outras pessoas estão ganhando dinheiro com isso: CUIDADO! Você está na lista daqueles que tendem a encerrar as atividades em breve.

Não esqueça que:

Perdedores focam em vencedores e vencedores focam em vencer

Por isso você deve pensar muito bem no seu foco e o que deseja com seu negócio: você realmente deseja vencer, ser o melhor no que faz e fazer a diferença no seu ramo? Para que tenha chance de sobreviver a essa primeira etapa, é crucial que a resposta seja SIM! Também é crucial, nesse momento, que você já comece a traçar o seu plano de negócios.

Sempre vai existir uma certa ingenuidade para quem nunca teve um negócio antes, na qual vários aspectos do termo ‘’como empreender’’ não vão ser avaliados e algumas coisas vão ser vistas como um belo mar de rosas, onde se faz projeções em uma planilha se acredita que tudo vai dar certo, os números vão fechar, o lucro vai aparecer…

Por um lado, essa ingenuidade é favorável, pois faz com que o empreendedor não antecipe todas as dificuldades de uma vez só e possa, dia a dia, enfrentar elas de forma compartimentalizada.

Muitos não têm a resiliência de se descobrir em um mato sem cachorro ou em uma guerra sem munição mas, aqueles que encaram esse fator como oportunidade de crescer, aprender e se diferenciar terão grandes chances nessa batalha.

Albert Einstein já dizia: “ Adversidades apresentam um homem a si mesmo”

  • O QUE SABER ANTES DE COMEÇAR (Ainda não abri meu negócio, como abrir uma microempresa na prática?)

a) Comece pequeno

Jamais inicie um negócio (que não seja franquia) sem antes fazer algo em menor escala. Muitos dos empreendedores planejam meses e meses, estudam mercado, captam investimentos, escolhem um ponto maravilhoso, investem fortunas em móveis e fachadas, contratam agências de publicidade e encerram as atividades um ano depois.

Como dissemos antes, por mais que você tenha um planejamento maravilhoso, só o dia a dia vai te mostrar os desafios inimagináveis que sua inocência não foi capaz de prever.

Comece pequeno, assim você tateia o mercado e sente o que é capaz de realizar em uma escala real.

Empreender é uma maratona, não 100 metros rasos

b) Sonhe GRANDE

Se você não tem visão a longo prazo, seu negócio é apenas mais um no mercado. Se não existe algo maior que ative seu emocional em busca de fazer a diferença em seu negócio, não basta somente saber como empreender e, talvez o seu sucesso nunca aconteça.

Sonhar alto ou ter uma visão a longo prazo é o que diferencia a maioria dos empreendedores. Mesmo correndo o risco de nada acontecer como você sonhava, pelo menos essa ampliação de perspectiva vai te ajudar a não se limitar e colocar barreiras invisíveis para seu negócio.

É preciso ter coragem para sonhar alto, não ligar para que os outros dizem e, o mais importante: estar pronto para se colocar em teste e lidar com a possibilidade de frustração.

c)  Ter ou não um sócio?

Você nunca será bom em tudo. Sempre vão existir pontos fortes e fracos de sua personalidade que, voltados ao mundo do empreendedorismo, podem trazer algumas consequências inesperadas.

Não há dúvidas de que um negócio local pode até ser tocado sozinho mas, se você tem planos audaciosos de crescimento, como expansão regional, filiais ou até mesmo vendas e exportação para todo país, a recomendação é de que você encontre um sócio que complemente as suas habilidades.

Algumas pessoas são excelentes vendedores e estrategistas. Estão sempre pensando na expansão do negócio. Outros se dão melhor com controladoria, administração financeira, etc…

Cada um deve focar naquelas áreas em que tem maior habilidade, de forma a dar sempre o seu melhor para o empreendimento de maneira natural. Dentro de seus talentos.

Apesar disso, você pode optar por abrir a sua empresa como MEI, ou Empreendedor Individual.

A escolha é sua…

d) Plano de negócios vale a pena?

Se você acabou de baixar o nosso plano de negócios e começou a ler detalhe por detalhe, preencher várias planilhas e quebrar a cabeça para gerar algo que dê segurança para investir seu dinheiro, saiba que isso é ótimo mas, ainda não é o suficiente.

Saia para rua, converse com empreendedores, peça ajuda, visite um negócio similar em outra cidade, veja videos no Youtube. Isso pode te ajudar a construir uma imagem real do que está por vir.  

Como empreender

Sugerimos que você use os nossos diversos planos de ação como ferramentas para clarificar seu futuro negócio. São métodos muito práticos e voltados para empreendedores do século XXI.

e) Saia da esfera mental e vá a luta.

Se você chegou a esse conteúdo é porque já deve ter lido muita informação, pesquisado vários artigos, visto vários vídeos etc…

O ideal é que você comece a fazer algo prático e AGORA! Crie um nome para sua empresa, fale de sua ideia para amigos, compre seus primeiros produtos, faça uma experiência com possíveis clientes, valide sua ideia de alguma maneira e não tema o insucesso, pois o aprendizado desse seu movimento pode valer mais do que alguns semestres de faculdade.

Como empreender: a parte burocrática

Depois que você já decidiu tudo a respeito de como vai ser a sua empresa, já traçou, também o seu plano de marketing, chegou a hora de abrir, efetivamente o seu negócio.

Por isso, a gente criou um passo a passo muito bacana com tudo o que você precisa fazer, quais os documentos ter em mãos e onde ir para abrir a sua empresa no menor tempo possível.

Agora que você já sabe o que é preciso e como empreender, acesse aqui o nosso artigo Como abrir uma empresa.

Boa sorte para você nessa nova jornada.

Se você gostou do assunto, a gente separou o vídeo abaixo, que fala um pouco mais sobre o tema e ainda traz algumas dicas. Confira:

234 / 237

Deixe uma resposta

Gostou? Compartilhe com a sua rede!

Ajude seus amigos a também aprenderem mais de forma gratuita e vamos fazer do Brasil um lugar com melhores empresas!

Send this to a friend