Plano de marketing: como fazer um e aumentar suas vendas

Plano de marketing: como fazer um plano de marketing que vai aumentar suas vendas

Um plano de marketing é um conjunto de estratégias e metas, traçadas para se atingir determinados objetivos em marketing, seja ele de um produto, de uma loja ou mesmo, um serviço.

É claro que estas estratégias devem ser sólidas e bem elaboradas, já que geralmente um plano de marketing costuma cobrir um período de até 5 anos.

O plano de marketing é considerado um complemento do Plano de Negócios da empresa e deve ter tanta relevância quanto um, uma vez que ambos são de grande importância para o sucesso de um empreendimento. Inclusive, um deve ser redigido depois do outro, já que são planos irmãos.

Ele pode parecer complexo de ser construído, mas não apresenta grande dificuldade. São vários passos que ajudarão você a compreender tudo o que é necessário para criar uma ação de marketing efetiva.

Planejamento

  • Sumário executivo

Apesar de este item estar no início do seu Plano de Marketing, ele deve ser escrito por último. Isso porque, ele é exatamente o que o nome diz: um sumário. É nele que você vai resumir as informações que vai obter sobre o seu produto, estratégias de marketing, público-alvo, entre outras, durante todo o processo de planejamento deste esquema.

Aqui deverá constar, de maneira clara, a ideia e os objetivos principais do seu negócio e do seu Plano de Marketing.

  • Análise de ambiente

Este é o primeiro passo efetivo do seu Plano de Marketing. Aqui você deverá somar todos os fatores, internos e externos da sua empresa, que possam influenciar positiva ou negativamente a efetividade de seu Plano. Você levará em consideração todos os fatores que podem resultar em bom ou mau funcionamento de suas operações.

Analise os materiais que são necessários para a atividade plena de suas funções e se o seu negócio dispõe de todos eles. Se seus equipamentos são novos, se a tecnologia que você usa é efetiva ou se representam alguma fraqueza para a sua empresa.

As suas pesquisas nesta área podem ser segmentadas da seguinte forma:

Fatores econômicos: os fatores como inflação, taxa de juros, alta do Dólar e as oscilações da economia influenciam a abertura ou a manutenção do seu negócio? Aqui você deve citar quais são estes fatores e de que maneira afetam a empresa.

Fatores sócio-culturais: liste como as características populacionais influenciam ou podem influenciar o andamento dos seus negócios. Você pode listar também, se dados como composição familiar, renda, grau de escolaridade, localização, sexo e estado civil da população da comunidade onde a sua empresa está localizada, atingem negativa ou positivamente o seu empreendimento.

Fatores políticos/legais: enumere dados das leis que regem o setor em que sua empresa atua e que provocam algum impacto nos seus negócios.

Fatores tecnológicos: a sua empresa está atualizada com as novas tecnologias? Cite aqui de que maneira a tecnologia é usada positiva ou negativamente por você para o funcionamento ou abertura da sua empresa.

Concorrência: analise a concorrência. Descubra seus preços, como funciona seus atendimentos, como divulgam seus produtos, etc. Compare esses dados com a maneira com que sua empresa atua em cada um dos setores analisados e cite como os seus serviços podem se tornar superiores aos deles.

Fatores internos: analise o ambiente interno de sua empresa e veja se ele está em conformidade com os serviços que você deseja prestar. Se não está, como chegar lá?

É a partir destes dados que você terá uma visão mais ampla dos pontos fortes e fracos do seu negócio e, poderá traçar estratégias para resolver todas estas fraquezas e problemas, assim como reforçar os seus pontos fracos.

  • Definição de público-alvo

Nesta etapa do seu Plano de Marketing você vai fazer pesquisas que ajudem a definir quem é o seu público-alvo. Ou seja, aquela parcela da população que você e seu negócio querem como cliente.

Este processo é importante porque ajudará você a entender melhor que tipo específico de pessoa oferece as melhores oportunidades de negócio para a sua empresa.

Você pode analisar os seguintes fatores:

Geográficos: como o tamanho potencial do seu mercado. Você atende pessoas só do seu bairro? Da cidade toda? Liste aqui dados sobre esta demanda.

Demográficos: qual a idade dos seus clientes ideais? Aqui vão dados sobre sexo, profissão, renda, nível de escolaridade, etc.

Psicográficos: analise o estilo de vida de seus clientes mais fiéis. Aqueles para quem você mais vende. Quais são suas atitudes? Como encaram a vida? Como se relacionam com as pessoas?

Comportamentais: quais são os hábitos de consumo dos seus clientes? Aqui você deve analisar e listar o que o seu consumidor gosta de comprar, quando gosta de comprar. Também é importante pesquisar se ele se influencia por preços, lançamentos, promoções, qualidade do produto, etc.

Quanto melhor você conhecer o seu cliente e, consequentemente, o seu público-alvo, mais fácil será para você encontrar produtos que se encaixem em suas preferências, aumentando o seu sucesso em vendas.

Este processo todo de pesquisa e de coleta de dados sobre o consumidor, pode ser automatizado por programas especializados, como o QuantoSobra, que permite que você cadastre rapidamente seus clientes, e fique sabendo que produtos eles mais compram, com que frequência voltam à sua empresa, qual a faixa de preços que mais interessa a eles e quem são seus melhores clientes. Esses dados vão te ajudar durante todo o restante do processo de criação do Plano de Marketing do seu negócio.

  • Definição do posicionamento de mercado

Como você quer que o cliente veja o seu negócio? Nesta etapa você vai falar sobre isso. Defina uma imagem clara do que você quer que a sua empresa represente para seus clientes, como: o lugar que tem os melhores produtos; onde tem o melhor atendimento; tem os preços mais baixos; não tem burocracia para comprar, etc.

Lembra daqueles dados que você coletou lá em cima, no início do seu Plano de Marketing, sobre os seus concorrentes? Aqui é o momento de usar eles: estas informações sobre os pontos fortes e fracos da concorrência podem te ajudar a definir estratégias para que seus serviços sejam superiores, tornando isso mais uma qualidade que o cliente verá em sua marca.

  • Definição da marca

Chegamos ao momento em que você deve criar a identidade da sua empresa. Tudo o que você definir nesta etapa influenciará a maneira com que seus clientes vêm o seu negócio, por isso recomendamos que você conte com a ajuda de um profissional.

Isso porque, além de criar um logotipo que transmita os conceitos da sua marca, você ainda vai precisar desenvolver um slogan, definir as cores que representam a sua empresa, entre muitos outros itens. Tudo para que a identidade visual do seu negócio reflita a imagem que você escolheu para ela.

Mas preste atenção. Ética é um fator decisivo aqui: não atribua à sua loja qualidades que ela não tem. Se ela ainda não possui um atendimento ágil não divulgue que tem, e assim com todos os seus atributos.

Se você deseja que sua marca seja conhecida por ter bons preços, primeiro comece a praticar esses bons preços, depois atrele isso à imagem da sua empresa.

Se você ainda está começando, há todo um processo de criação de Razão Social, Nome Fantasia e Marca, além do processo de registro de cada um destes itens, como comentamos neste artigo, que recomendamos a leitura.

Plano de marketing: como fazer um plano de marketing que vai aumentar suas vendas

  • Definição dos objetivos e metas

Quais são os objetivos que a sua empresa quer alcançar? Especifique aqui qual a missão e a visão do seu negócio e elabore metas claras e realistas de onde quer chegar. Você pode quantificar as metas para facilitar o processo, assim:

  • Aumentar a venda mensal em 5%;
  • Aumentar o índice de satisfação dos clientes em 7%;
  • Diminuir o número de trocas de produtos em 10% e assim por diante.

Mantenha os pés no chão e trace metas alcançáveis para que se você não conseguir atingir o sucesso completo em uma delas, você não desanime e sinta a sensação de fracasso.

  • Definição das estratégias de marketing

Aqui você listará as estratégias que adotará para alcançar os objetivos que estabeleceu acima. Para ficar mais fácil, estas estratégias devem ser pautadas pelos 5 P’s do Marketing:

  • Produto

É o que a sua empresa oferece, podendo ser também um serviço. O produto que você oferece deve atender a necessidades específicas de seus clientes, além de ter um diferencial perante os produtos dos seus concorrentes.

  • Preço

Preço não é somente quanto você cobra por seus produtos e serviços. É quanto os consumidores estão dispostos a pagar por eles. Materialmente, um bom preço para um produto é aquele que paga pela sua produção e proporcione uma boa margem de lucro para a empresa que o vende. Como você estabelece os preços de seus produtos?

  • Praça

Este item diz respeito à maneira que os seus produtos chegam até o seu cliente. É através de entregas? Venda em ponto físico? Quais os canais que ajudam este produto a chegar até a sua empresa?

Você deve conhecer tudo o que é relevante no processo fornecimento, transporte, recepção e estoque dos seus produtos.

  • Promoção

Como você sabe, o objetivo da promoção é estimular as vendas, tanto de produtos novos, quanto de produtos que você descobriu, através de um controle de estoque eficiente, que estão encalhados nas prateleiras.

Além disso, este item trata, também, das maneiras que você pode escolher para divulgar a sua marca e seus produtos para o maior número de potenciais clientes, dentro do segmento que você definiu como público-alvo.

Eles assistem mais televisão? Leem mais jornais? Gostam de novela? Ouvem rádio?

Analise qual a mídia que vale mais a pena em investimento e retorno para o seu tipo de negócio.

  • Pessoas

Um dos elementos principais de qualquer empresa é o elemento humano. Dele pode depender o sucesso ou o fracasso de um negócio. Como anda a Gestão de Pessoas na sua empresa? Seus funcionários conhecem o posicionamento da marca? Recebem treinamentos que estimulem as suas qualidades? Nunca esqueça que satisfação dos seus clientes depende da satisfação dos seus colaboradores.

Implementação

Agora que você já fez todo o planejamento chegou a hora de colocar ele em ação, não é?

Esta etapa do Plano de Marketing, de colocar a mão na massa, é basicamente executar as estratégias estabelecidas durante o planejamento, com bom senso e noção da realidade.

Para transformar o que está no papel em realidade, você deve definir um plano de ação baseado em:

  • Ações: você deve definir quais são as atividades e estratégias que vão ser desempenhadas.
  • Período: defina o prazo em que cada atividade deve ser desempenhada.
  • Como: defina a maneira que as tarefas devem ser executadas.
  • Responsável: quem vai ser o responsável por executar cada ação.
  • Quanto: qual o custo estimado de cada ação e da soma de todas as ações?

Seguindo esses passos e não deixando de focar nas metas e estratégias definidas por você durante o planejamento, o sucesso é quase certo. Depois disso, resta apenas avaliar os resultados de suas ações de marketing, verificar se tiveram o efeito e retorno esperados e aparar as arestas para os próximos planejamentos.

Quer saber como aplicar ações práticas na sua estratégia de marketing? Confira essa planilha e inicie agora mesmo o marketing digital no seu negócio.

Boa sorte 😉

Tags In
140 / 160

1 Comment

  1. Métricas no marketing digital: como usar e analisar 19 de outubro de 2018 at 8:20

    […] e o que buscam em um produto ou loja. Este é um dos passos, inclusive, da construção de um plano de marketing, essencial para uma empresa que está começando, ou mesmo, para aquelas que já estão funcionando […]

Deixe uma resposta

Required fields are marked

WordPress Theme built by Shufflehound. QuantoSobra | www.QuantoSobra.com.br | Software de Gestão - ERP para Micro e Pequenas Empresas

Compartilhe com um amigo