Curva ABC: o que é e como ela pode melhorar o seu controle de estoque

Curva ABC é uma prática ajuda a aperfeiçoar o controle de estoque de uma empresa. A técnica auxilia o empresário a entender quais são os produtos mais importantes que estão armazenados em seu sistema e a quais ele deve dar mais atenção, seja no processo de compra junto aos fornecedores, seja no processo interno de vendas até o produto chegar ao cliente final.

Como sempre dissemos aqui no blog, existem diversos métodos de controle de estoque, e cada um serve melhor para cada tipo de empresa. Entretanto, a gestão desse sistema, independente do método escolhido, é de extrema importância para a saúde monetária de um negócio. Isso porque, o giro de estoque influencia nos resultados do fluxo de caixa e, também, nos resultados que abrangem todo o controle financeiro da empresa.

Saber onde priorizar os seus esforços e a que áreas dar mais atenção faz parte de uma boa gestão empresarial e isso se aplica também, à gestão de estoque, já que todo serviço fica simplificado quando descobrimos como categorizar determinadas partes dele.

Como você vai descobrir ao longo desse artigo, é exatamente isso que a Curva ABC se propõe a fazer com os seus estoques: determinar em que pontos e produtos o empresário deve focar a sua atenção e seus esforços. Isso, sempre visando a agilidade e os lucros, além, é claro, da economia de dois fatores de importância decisiva: tempo e dinheiro.

Antes de tudo, como sempre fazemos aqui no blog, vamos conceituar o que é a Curva ABC:

O que é Curva ABC

A Curva ABC é um sistema de análise e categorização da relevância das mercadorias de um estoque. O método determina e seleciona quais são os produtos que têm mais importância dentro de uma empresa, seja por seu impacto econômico, seja pelo seu número de vendas. A técnica, que também é conhecida como Análise de Pareto, ou Regra 80/20 vem de um estudo feito por Joseph Moses Juran, que descobriu que 80% dos problemas de um setor são, normalmente, causados por 20% dos fatores.

A título de curiosidade, vale citar que a Análise de Pareto ganhou esse nome para homenagear um economista italiano chamado Vilfredo Pareto que, depois de uma série de estudos descobriu que 80% das riquezas do seu país estão concentradas nas mãos de 20% da população.

Parece difícil de entender, mas, como você vai ver ao longo desse artigo, a técnica é relativamente fácil de ser aplicada aos seus estoques.

Para entender: a Curva ABC categoriza os produtos de seu estoque por ordem de importância, levando em conta qual deles traz mais lucro para a sua empresa.

O termo ABC vem justamente dessas categorias, já que o sistema separa as mercadorias de um estoque na seguinte maneira:

  • Categoria A: Produtos que trazem o maior retorno monetário para a empresa;
  • Categoria B: Produtos que trazem retorno monetário médio para o negócio.
  • Categoria C: Produtos que trazem um retorno monetário baixo para a empresa.

A representação desta análise em um gráfico forma a Curva que ajuda a definir o nome do método: Curva ABC. Você verá com mais detalhes abaixo.

Curva ABC: como fazer

Fazer Curva ABC para uma empresa é bem fácil e, se você tem um sistema de gestão empresarial o seu serviço vai ser bastante facilitado. Isso porque, como já dissemos, o esquema de curva ABC classifica os produtos do seu sistema de estoque pelo seu número de vendas e, se você já tiver todos esses números sistematizados em sua empresa, montar a curva vai ser bem mais fácil.

Classificação ABC

Como você já viu, a classificação dos produtos na Curva ABC é bem simples. Os produtos seguem a ordem dos lucros que geram, assim:

  • Categoria A: nesta categoria você vai elencar os produtos que são mais importantes para a sua empresa. Para descobrir quais são essas mercadorias, você deve descobrir quais são os itens que correspondem a 80% do total de lucros do seu negócio. Juntos, esses produtos são os 20% mais vendidos do seu negócio.
  • Categoria B: aqui você deve listar os itens de importância média para sua empresa. Essas mercadorias devem corresponder a 30% dos produtos que juntos equivalem a 15% do seu lucro total.
  • Categoria C: aqui são categorizados os produtos que representam somente 5% do faturamento total da sua empresa e correspondem a 50% dos itens vendidos. Essas são as mercadorias de menor importância para o seu negócio.

A representação gráfica dessa distribuição se apresenta da seguinte maneira:

Curva ABC

Simples, não é? Com esses dados em mãos você vai poder manter o giro de estoque da sua empresa sempre atualizado de acordo com o número de vendas, podendo prever a lucratividade, quantos itens precisam ser comprados em cada período do mês ou ano, quais as melhores quantidades na hora desta compra, etc…

Esta previsibilidade facilita o seu relacionamento com os fornecedores, já que eles também poderão ser informados com antecedência a respeito das suas demandas mensais e anuais.

Além disso, a partir desta análise, você vai poder evitar a compra de produtos que têm baixo número de vendas, assim como aqueles que não tem nenhuma saída e representam dinheiro parado em seus estoque. A equipe de vendas passa a focar somente nos itens que realmente trazem retorno para o seu negócio, agilizando os processos, poupando tempo e dinheiro.

Os benefícios ainda se estendem a sua frente de caixa, que saberá antecipadamente quais produtos vão estar no estoque em maior número de acordo com cada estação do ano, apesar da sazonalidade.

A saúde financeira do seu negócio vai receber reflexos destas ações também, a partir do momento em que o seu planejamento estratégico e seu plano de negócios começarem a absorver os dados da sua Curva ABC para o esboço de novas metas, assim como, quando o seu plano de marketing começar a considerar as informações adquiridas pela técnica.

Para traçar mais metas que tragam resultados efetivos para sua empresa, leia também o nosso artigo: Análise SWOT –  O que é e como fazer na sua empresa.

Curva ABC: quais são os benefícios

Além dos benefícios que a Curva ABC pode trazer para o seu sistema de estoques, a técnica pode ser aplicadas em diversas outras áreas, como:

  • Análise de gastos
  • Classificação de clientes que mais compram
  • Avaliação de desempenho e rendimento de colaboradores
  • Melhorias no processo de compras
  • Análise para melhorar os processos internos da empresa.

Enfim, as oportunidades de uso da Curva ABC são diversas e essa avaliação pode ser de grande importância para a gestão de todos os processos do seu negócio. Quando bem aplicada, a técnica traz dados relevantes e resultados quase imediatos e, esses resultados podem ser decisivos para o sucesso das suas vendas e, consequentemente, da sua empresa.

Veja no vídeo abaixo, mais dicas sobre o assunto:

Tags In
172 / 277

Deixe uma resposta

Gostou? Compartilhe com a sua rede!

Ajude seus amigos a também aprenderem mais de forma gratuita e vamos fazer do Brasil um lugar com melhores empresas!

Send this to a friend