Capital inicial: quanto a sua empresa precisa para sair do papel?

O capital inicial de uma empresa pode ser definido como o pontapé financeiro que a sua empresa precisa para deixar de ser somente um projeto e se tornar algo concreto. Muitos empresários, que estão apenas começando, não sabem conceituar exatamente o que é esse fator, que também é conhecido como capital social.

O início de qualquer negócio pode não ser tão fácil. Ainda mais quando pensamos que aqui no Brasil, a burocracia é um dos grandes empecilhos, além das altas taxas de impostos que o sistema empresarial e o próprio governo exigem para que a máquina administrativa siga funcionando como deve.

O capital inicial é um dado bastante importante no começo dessa jornada. E, também, posteriormente quando o empresário e seus sócios forem fazer o seu balanço patrimonial e, até mesmo, durante a elaboração do planejamento estratégico e do plano de negócios da empresa.

Por ser um fator tão relevante desde o início até a consolidação final da sua empresa, o capital inicial deve receber bastante atenção e, deve fazer sentido quando comparado com as outras necessidades e realidades do seu negócio que recém está nascendo.

Além disso, como veremos ao longo deste artigo, os valores desse capital variam de acordo com o tipo de empresa que você está abrindo e estes valores devem ser compatíveis com o patrimônio dos sócios que fazem parte dela, ou mesmo, com o seu próprio patrimônio se você for o único componente do negócio.

Antes de tudo então, vamos entender o que significa esse termo:

O que é Capital Inicial

Capital inicial é todo o conjunto de valores financeiros que os sócios de uma empresa investem para a sua abertura e para o início de seu funcionamento pleno. Esse montante bruto deve conter valores monetários suficientes para que a empresa continue funcionando desde a sua abertura até o momento em que começar a gerar lucro.

O capital inicial também é conhecido por muitos empresários como capital social e, embora a maioria não saiba, ele não se atém somente a valores monetários. Também é definido como capital inicial:

  • Os conjuntos de regras que vão nortear a sociedade e as pessoas que possuem uma parte da empresa. Aqui neste item também entram os objetivos que a empresa deve ter, assim como, que tipo de papel cada sócio vai ter e qual vai ser a forma com que a empresa vai se organizar;
  • As limitações de responsabilidade de cada sócio da empresa.

Como obter Capital Inicial para uma empresa

Assim como o capital de giro, o capital inicial de uma empresa é obtido a partir da soma de valores que os sócios do negócio investem no momento de sua abertura.

Muitos empresários iniciantes tentam conseguir um empréstimo junto a instituições bancárias para iniciar o seu negócio e para ter em mãos os valores necessários para capital inicial. A prática, infelizmente, têm a desvantagem de muitos bancos não concederem empréstimos com esse intento se o empresário ainda não possui um CNPJ do empreendimento em questão.

O problema é que para que ele obtenha este CNPJ, ele já deve ter em mãos os valores deste capital, uma vez que no momento em que ele for constituir a sua empresa legalmente, o capital inicial do negócio é um dos dados obrigatórios a serem preenchidos no cadastro de solicitação de legalização.

Além disso, empréstimos bancários possuem altas taxas de juros e, geralmente, levam anos para serem pagos em mensalidades bem altas. Definitivamente, esta não é melhor maneira de se abrir uma empresa, já que ninguém quer começar uma empresa já endividada, não é mesmo?

Por isso, a melhor forma de obter capital inicial para uma empresa continua sendo a maneira tradicional: formando o patrimônio líquido da empresa a partir do investimento dos sócios. Vale dizer que o patrimônio pessoal de cada sócio, aquele que ele não investiu na empresa, continua dele.

Esse patrimônio faria parte da empresa somente se o sócio em questão, transferir alguma parte dele para o patrimônio da empresa. A esse patrimônio transferido damos o nome de capital integralizado.

Outra maneira de se conseguir capital inicial para uma empresa é por meio de investimentos externos, como falamos aqui.

Capital Inicial para EI

O EI – Empresário Individual é um regime que é a melhor opção para os empresários que não desejam abrir um negócio com participação societária. Como o nome indica, é um método de empresariado individual e como tal, somente aquele único dono da empresa tem responsabilidades que geralmente são divididas entre dois ou mais sócios.

Quando o empresário começa sozinho, por meio desse sistema, o capital inicial pode ser definido em qualquer valor. Isso porque, posteriormente ele pode alterar esse valor junto às entidades competentes. Geralmente o valor escolhido é bem baixo, já que é muito menos burocrático aumentar esse valor depois, do que optar por diminuir ele com o passar do tempo.

O recomendado é que o empresário comece com um capital inicial de pelo menos R$ 1.500,00, uma vez que esse é o valor aproximado do que ele certamente vai gastar com todos os papéis e toda a burocracia envolvida na abertura da sua empresa.

Capital Inicial para EIRELI

EIRELI, ou Empresa Individual de Responsabilidade Limitada é mais uma das opções para o empresário que não deseja ter sócios. A diferença dessa figura jurídica para o EI é que, neste caso, o dono da empresa não responde com o seu patrimônio pessoal no caso de a empresa acumular dívidas e acabar indo à falência.

Se a empresa for aberta nesses moldes, o capital inicial mínimo é de 100 salários mínimos, o que, atualmente corresponde a R$ 93.700,00. Esse alto valor serve como uma forma de garantia de que as dívidas que a empresa pode vir a ter serão pagas, mesmo sem a participação do patrimônio do empresário.

Vale dizer que mesmo que a EIRELI não vá fazer uso desta quantidade de dinheiro, o empresário precisa mesmo ter esse valor em mãos para abrir o negócio. Isso porque, caso ele não tenha esses recursos, por certo haverá inconsistências na hora da declaração do Imposto de Renda, já que nela você terá que declarar que possui uma empresa que tem o valor de pelo menos 100 salários mínimos.

Capital Inicial para MEI

O MEI – Microempresário Individual é mais um regime jurídico que permite que a empresa comece com qualquer valor como capital inicial. O fator relevante nesse caso nem chega a ser o valor inicial da microempresa, mas sim o seu faturamento anual que não pode passar de R$ 81.000,00 por ano, ou, R$ 6.750,00 mensais. É nesse limite de faturamento, basicamente, que consiste a diferença entre EI e MEI, como falamos com mais detalhes, aqui.

Como calcular o Capital Inicial

Esta resposta pode variar de acordo com tudo o que falamos aqui. Principalmente se a gente levar em conta o fato de que cada empresa tem uma forma de atuar, um tipo de produto a ser vendido e uma razão jurídica. Porém, existem pontos em comum em todas essas variáveis e que devem ser levadas em questão:

  • O capital inicial deve dar conta de cobrir os gastos da empresa até o momento em que ela começar a dar lucro;
  • O capital inicial deve cobrir também as possíveis dívidas que surgirem no processo;
  • Você precisa de um bom planejamento estratégico para definir qual será o período que esse valor deve cobrir. Pode levar meses, ou mesmo anos, até que sua empresa comece a ter retorno financeiro;
  • Você deve saber calcular o custo fixo das operações da sua empresa para saber o quanto o seu funcionamento custa a cada mês;
  • O cálculo do custo médio de operações, do controle de estoque e do seu giro de estoque também são métricas importantes para se ter um cálculo preciso do capital inicial.

Levando estes itens em consideração, além das explicações do restante do nosso artigo, você está pronto para descobrir o quanto a sua empresa precisa como capital inicial. Não deixe de analisar e planejar com cuidado esta etapa que, por ser o pontapé  inicial do seu negócio, ainda pode trazer estabilidade para o negócio e mais chances de enfrentar o mercado, tanto no presente quanto no futuro.

E aí, gostou do assunto? Tem mais sobre ele no vídeo abaixo. Dá uma olhadinha:

174 / 277

Deixe uma resposta

Gostou? Compartilhe com a sua rede!

Ajude seus amigos a também aprenderem mais de forma gratuita e vamos fazer do Brasil um lugar com melhores empresas!

Send this to a friend