A lucratividade e a rentabilidade de um negócio são indicadores importantíssimos para quem se preocupa com a saúde financeira de uma empresa. E você deve ficar atento às diferenças entre estes termos e saber como calcular cada um.

Conhecer esses indicadores significa ter uma visão mais ampla do seu negócio. A lucratividade irá fornecer os números referentes aos ganhos obtidos por sua loja sobre as vendas realizadas. Enquanto a rentabilidade irá indicar o retorno dos investimentos feitos.

Ambos indicadores levam em consideração o lucro líquido da sua empresa. E embora possa parecer complicado diferenciá-los, na verdade é muito simples.

Neste artigo iremos ajudar você a entender o que é lucratividade e rentabilidade, as diferenças entre os indicadores e como você pode calculá-los.

Vamos lá!

O que é lucratividade?

A lucratividade trata do lucro que você obtém com os produtos que vende em relação à sua receita total. É importante que você saiba que a definição de lucro, de forma sucinta, se dá por: receita das vendas menos as despesas e custos, deduções e tributos.

Você já deve saber que, após vender um produto, o valor obtido na venda não é destinado diretamente à sua empresa. Existem os gastos com mão de obra, embalagem, envio, etc. E por isso existe um fator muito importante nessa área: o cálculo do preço de venda.

Saber quais são os custos que você tem por produto é essencial para que você possa formar um bom preço de venda. E consequentemente obter um bom lucro sobre suas vendas e melhorar sua lucratividade.

Outra boa estratégia para aplicar preços e assim gerar mais lucro, segundo Bob Fifer no livro Dobre seus lucros, é aumentando estes preços.

De início isso pode parecer algo ruim para o seu negócio. Mas conforme ressalta Fifer, aumentar os preços é uma ótima estratégia para aumentar lucros. E você não deve ter medo de testar novas possibilidades.

A estratégia de Bob Fifer para precificação é a seguinte:

Você deve cobrar do cliente o máximo que ele estiver disposto a pagar.

Faça uma lista de seus vinte melhores clientes e para cada um deles se pergunte: “Se eu aumentar os preços em 2%, correria realmente o risco de perder esse cliente?”. Se a resposta for não, está no caminho certo.

E se esse cliente estiver disposto a pagar 4, 8 ou até mesmo 10% a mais? Você deve fazer estas estimativas e ver qual melhor se aplica.

Ainda, segundo Fifer, com essa estratégia de precificação vem o medo de perder clientes ou de deixar uma imagem ruim para seu negócio. Porém, pense o seguinte: se seus produtos são realmente bons, os clientes não iram se importar de pagar um pouco mais por ele.

“Mas meus clientes podem ficar bravos com este aumento”. Bom, isso é verdade. Mas eles deixaram de ser clientes? Se a resposta for não, então você obteve sucesso.

Para Bob Fifer, essa é a estratégia que você deve considerar aplicar na sua empresa para aumentar seus lucros. E como resultado melhorar sua lucratividade.

Para calcular seu preço de venda, você pode utilizar um sistema de gestão como o QuantoSobra, que faz esse cálculo para você de forma automatizada. Ou ainda, pode baixar nossa planilha de Precificação de Produtos clicando na imagem abaixo.

  • Conheça o QuantoSobra e calcule seu preço de venda de forma simples e eficaz e melhorar sua lucratividade.

Planilha de Formação de Preço de Venda

Como fazer o cálculo da lucratividade

Conforme explicamos, a lucratividade basicamente trata do lucro que sua empresa obtém com a venda dos produtos em relação à receita bruta. Também mostramos o que é lucro. Então, só precisamos entender o que é a receita bruta: que é o que você recebe ao todo sem os descontos.

A lucratividade será dada para você em percentual, e o cálculo consiste nesta fórmula:

Fórmula lucratividade

Para um exemplo mais prático sobre a lucratividade, podemos ver a seguinte situação:

Suponhamos que sua lucratividade seja de 15%. Então, a cada R$ 1.500,00 que você vender irão sobrar R$ 225,00 em forma de lucro para sua empresa, com todos os descontos já subtraídos.

O que é rentabilidade

Assim como a lucratividade, a rentabilidade também leva em consideração o lucro líquido do seu negócio. Porém, neste indicador, não usaremos a receita bruta, mas sim os investimentos feitos no empreendimento.

Saber qual a rentabilidade da sua empresa é importante para que você veja se seu negócio está “valendo” a pena ou se você acabará acumulando dívidas e prejuízos.

Este é o indicador é uma análise mais abrangente em relação ao empreendimento, e é a partir dele que você poderá saber qual rumo está tomando ou qual deve tomar.

Como fazer o cálculo da rentabilidade

Calcular a rentabilidade da sua empresa é muito simples. A fórmula é muito semelhante a da lucratividade, porém, ao invés de usarmos a receita bruta, levaremos em consideração os investimentos.

Fórmula rentabilidade

Vamos a um exemplo prático:

Suponha que você possua um lucro líquido de R$ 10.000,00. Para ter atingido este lucro, você investiu R$ 5.000,00 em merchandising, por exemplo. Neste caso, a rentabilidade da sua empresa é de 200%, o que é um ótimo indicador.

Lucratividade e rentabilidade: o que também é importante saber

Agora que você já sabe o que é lucratividade e rentabilidade. Então podemos partir para alguns pontos mais específicos.

Embora diferentes, os dois indicadores possuem relações entre si. Por exemplo: um negócio com uma boa lucratividade nem sempre será um negócio rentável. É preciso ter cuidado para não ficar “cego” com o número alto de vendas e achar que seu negócio está indo muito bem, deixando de lado o cálculo da rentabilidade.

Da mesma forma que um negócio rentável mas com uma baixa lucratividade não terá a mesma eficiência. Ambos os indicadores precisam atingir bons números para que sua empresa cresça de forma saudável.

Preste muita atenção nos números. Conhecer a lucratividade e a rentabilidade do seu negócio significa ter total controle dele. É a partir destes indicadores que você poderá estudar a saúde da sua empresa, fazer previsões e tomar as decisões necessárias. Dessa forma, com o tempo seu negócio lhe trará muitos benefícios.