Estoque mínimo e estoque máximo: como calcular esses fatores para seu estoque + Planilha

Você com certeza já ouviu falar sobre estoque mínimo e estoque máximo. Afinal, a gente fala bastante sobre controle de estoque aqui no blog e você também já deve estar por dentro do assunto.

Um dos principais pontos em se fazer uma boa gestão dos estoques é, justamente, evitar que o cliente chegue em sua loja procurando por um produto e não encontre. É aí que entram o estoque mínimo e estoque máximo.

É lógico pensar que se ele não achou o que queria em sua loja ele vai procurar no seu concorrente. O problema aumenta se o seu concorrente for bom em atender e fidelizar o cliente durante a jornada de compra: você pode ter perdido esse cliente para sempre.

Mas, a sua empresa também vai ter problemas caso ocorra o contrário: caso você tenha comprado tantos produtos, com medo de ficar sem aquela mercadoria, que os seus estoques estão abarrotados e exigindo mais recursos financeiros do que deveriam.

A resposta para ambos os casos está em uma só palavra: planejamento.

E é sobre esse planejamento que vamos falar hoje. Mais especificamente sobre o controle que você pode obter gerindo seus estoques com o sistema de estoque mínimo e estoque máximo.

Você sabia, que a gente criou um e-book recheado com 10 segredos matadores sobre controle de estoque para lojistas? Para baixar, gratuitamente, basta clicar na imagem abaixo.

estoque mínimo e estoque máximo

O que é estoque mínimo e estoque máximo

Estoque mínimo e estoque máximo nada mais são do que métodos de controle de estoque, calculando qual o mínimo de produtos que você deve ter em seus estoque para que nunca falte e, qual o máximo de produtos que você deve ter estocado sem ter prejuízos com armazenagens nem com produtos fora do prazo de validade.

Até que o conceito de estoque mínimo e estoque máximo é bem simples, não é? O cálculo de cada uma destas métricas também é bem fácil.

Antes de tudo, a gente vai aprofundar um pouco mais sobre o que é cada um destes fatores.

O que é estoque mínimo

Como o nome indica, estoque mínimo é o número mínimo de uma mercadoria que você deve ter no seu estoque. Ele equivale a um estoque de segurança ou estoque reserva, como também é conhecido.

Essa quantidade de mercadorias armazenadas tem o objetivo de suprir as suas vendas em caso de aumento repentino de demanda, ou mesmo, em função das mudanças impostas pela sazonalidade. Caso seus fornecedores atrasem a entrega da reposição desses produtos, ali está o estoque mínimo para salvar o seu pescoço e manter a sua clientela fiel.

É claro que o número de mercadorias do estoque mínimo vai variar de um produto para o outro, uma vez que existem produtos que têm mais saída em uma época e que têm a tendência a estagnarem nas prateleiras em outros períodos. Por isso é tão importante saber o que é estoque mínimo e estoque máximo.

Vamos entender como fazer o cálculo do estoque mínimo.

Como calcular o estoque mínimo

Calcular o estoque mínimo é bem simples, como você vai notar. Para isso, entretanto, você vai precisar de dados como:

  • o consumo médio diário do produto, que é o número das unidades deste produto vendidas em determinado período ou dia;
  • o tempo que você leva para repor ele no seu estoque.

Depois disso, e simples. Basta aplicar a seguinte fórmula:

Estoque mínimo = consumo médio diário X tempo de reposição

Para explicar melhor, vamos a um exemplo simples:

Em 30 dias você teve o consumo de 180 unidades de uma mercadoria. Para descobrir o consumo médio diário, basta dividir o consumo pelo período de tempo, assim:

180/30 = 6

Ou seja, o consumo médio diário deste produto é 6.

Digamos que para repor esta mercadoria você leva 20 dias. Então, você deve multiplicar o consumo médio diário pelo prazo de reposição, assim:

20 * 6 = 120

Ou seja, o seu estoque mínimo, é de 120 unidades deste produto.

Muito simples, não é? Se você preferir, você pode ver um exemplo de como calcular o estoque mínimo, no vídeo abaixo:

O que é estoque máximo

O estoque máximo também é bem simples de ser compreendido. Ao contrário do estoque mínimo, o estoque máximo visa evitar prejuízos causados pelo exagero.

Nem todos os produtos têm a rotatividade que o empresário deseja. Então, tão ruim quanto deixar faltar produtos é deixar sobrando e estragando nos estoques.

Isso não significa evitar somente o desperdício de mercadorias, mas sim, o desperdício de dinheiro também. Como você bem sabe, a armazenagem de produtos tem custos para sua empresa, que vai ter que arcar com gastos de luz, de aluguel, entre muitos outros, sempre na mesma proporção do tamanho do seu estoque.

Como calcular o estoque máximo

Para esse exemplo de como fazer o cálculo do estoque máximo nós vamos utilizar os mesmos números do exemplo acima, para facilitar o entendimento. Para calcular o estoque máximo você deve aplicar a seguinte fórmula:

Estoque máximo= estoque mínimo + lote de reposição

Ou seja, levando em conta que o valor do seu estoque mínimo seja de 120 unidades e o lote de reposição costuma ter 50 unidades. Você deve apenas somar um valor ao outro, assim:

120 + 50 = 170

Ou seja, o seu estoque máximo deve ser de 170 unidades deste produto. Bem simples também, não é?

Vale dizer que você não precisa se preocupar em fazer todos estes cálculos manualmente. Basta baixar a nossa planilha de Estoque Mínimo e Estoque Máximo, que é gratuita e automatiza todo esse cálculo para você. Para baixar, basta clicar na imagem abaixo.

Estoque mínimo e estoque máximo

274 / 295

Deixe uma resposta

Gostou? Compartilhe com a sua rede!

Ajude seus amigos a também aprenderem mais de forma gratuita e vamos fazer do Brasil um lugar com melhores empresas!

Send this to a friend