O CAC ou Custo de Aquisição de Clientes é um indicador importante quando se trata da rentabilidade e lucratividade da sua empresa, uma vez que estes números falam, exatamente, sobre o quanto custa para que um cliente entre em sua loja e compre um produto, como você vai ver com mais detalhes neste artigo. 

Apesar disso, nenhum comércio pode manter as portas abertas sem ter clientes efetivos, sejam retornantes ou não. E é exatamente por isso que a sua empresa tem que ter o controle sobre cada centavo que gasta para que estes clientes sejam atraídos e conquistados.

Uma vez que você tenha esses números em mãos, fica muito mais fácil controlar os seus custos totais, uma vez que o CAC também entra nessa conta. É o que você vai entender neste artigo, junto com os seguintes assuntos:

Vamos lá, então?

O que é CAC

CAC é a sigla para Custo de Aquisição de Clientes e é um indicador que aponta quanto a sua empresa gastou para atrair e conquistar cada cliente. Nesse cálculo, entram todos os investimentos diretos que saíram do seu caixa para que o cliente em potencial se tornasse um cliente efetivo, ou seja, aquele que realmente comprou algum produto da sua loja.

CAC: o que é o Custo de Aquisição de Clientes e como calcular?

Qual a importância de calcular o CAC

O controle de custos é de suma importância para qualquer empresa. Isso porque, sem um controle efetivo do quanto sai dos cofres da empresa é impossível ter controle sobre a própria lucratividade e rentabilidade do negócio.

Como, quando estamos tratando de comércio, a venda de produtos e o lucro são fatores essenciais para se alcançar o ponto de equilíbrio e manter as portas abertas, saber o quanto se gasta em cada setor, área ou ação é imprescindível.

É aí que entra o CAC. Se precisamos controlar os custos de todos os setores e ações empreendidas, o custo que temos para adquirir cada cliente é um índice que temos que, obrigatoriamente, ter em mãos. 

Quando calculamos o CAC temos os seguintes benefícios:

  • Saber exatamente o custo que cada cliente teve pro seu negócio;
  • Conhecer a média de investimento necessária para se trazer determinada quantidade de lucro;
  • Quais produtos trazem mais resultado comparado com os gastos investidos; 
  • Saber em que períodos do ano os custos com aquisição de clientes cresce ou diminui;
  • A efetividade das suas campanhas de marketing quando se trata de atrair clientes que deem lucro;
  • A possibilidade de aperfeiçoar os seus processos de atração de clientes; 
  • Saber o momento em que é necessário contratar profissionais especializados, seja em atrair clientes seja em manter os já efetivados;
  • Os melhores momentos para se aumentar os investimentos em atração de clientes, e muito mais…

CAC: o que é o Custo de Aquisição de Clientes e como calcular?

Quais os custos a se considerar na hora de calcular o CAC?

Como dissemos acima, o CAC considera todos os custos diretos que a sua empresa investiu para adquirir clientes. Por isso, na hora de calcular o Custo de Aquisição de Clientes, são exatamente estes custos que você deve considerar. Geralmente, são considerados os seguintes investimentos:

  • Salários dos colaboradores;
  • Investimentos em treinamentos e cursos;
  • Investimentos em ferramentas;
  • Investimentos em propaganda;
  • Comissões de seus colaboradores;
  • Gastos com exposição de produtos;
  • Telefonia e internet, caso você use esses meios para atrair clientes;
  • Eventos e tudo mais que você investir para vender.

Tendo em mãos estes dados, basta fazer o cálculo de aquisição de clientes, como você vê abaixo:

Como calcular o CAC: Custo de Aquisição de Clientes?

Calcular o Custo de Aquisição de Clientes é muito simples. Não há fórmulas complexas nem a necessidade de se contratar um especialista. Este cálculo, para trazer a segurança e as informações necessárias, deve ser feito uma vez a cada mês e, se você quiser, pode calcular uma média/ano também.

Para calcular o CAC você deve, simplesmente, somar todos os investimentos que fez para adquirir clientes e, dividir esse valor pelo número de clientes que você conquistou no período desse investimento.

Simples, não é?

Vamos a um exemplo para simplificar ainda mais:

Vamos considerar que, de acordo com a sua lista de investimentos, em determinado mês a sua empresa gastou, ao todo, R$ 8.000,00 na aquisição de clientes. 

Neste mesmo mês, o número total de clientes conquistados foi de 200 pessoas.

Considerando estes números, você vai descobrir quanto custou a aquisição de cada cliente, fazendo o seguinte cálculo:

8000/200=40

Ou seja, cada cliente conquistado naquele mês, custou para a sua empresa, R$ 40,00. 

Quanto menor for o valor do custo da aquisição do cliente, melhor para os cofres da sua empresa. 

Levando isso em consideração, vamos para o próximo item do nosso artigo:

Como reduzir o CAC: Custo de Aquisição por Cliente?

O custo que você tem para conquistar um cliente sempre vai estar atrelado à eficiência dos processos de marketing, venda e gestão do seu negócio. Por isso, a redução desses custos sempre vai estar ligada a processos que aumentem essa eficiência:

  • Conheça o seu público

Quando você conhece seu público, seja por meio de um plano de marketing seja por meio de uma pesquisa de mercado, você consegue aumentar a eficiência do seu marketing, gastando menos para alcançar mais público;

  • Treine seus colaboradores

Mesmo que o treinamento seja um processo que tenha custos, esses custos são pontuais e o que foi aprendido pode ser aplicado para sempre. Uma equipe bem preparada para atender o cliente vende mais e fideliza mais, garantindo que seus clientes retornem à sua empresa;

  • Invista no retorno

Como dito acima, clientes que retornam à sua empresa são um ótimo negócio, uma vez que você não precisou investir na aquisição de um novo cliente. Para que o cliente retorne, ele tem que ter recebido um atendimento encantador e um pós-venda satisfatório;

  • Invista no pós-venda

O atendimento ao cliente não acaba quando a venda é fechada. Muito pelo contrário: depois de o cliente levar o produto para casa, começa o processo de pós-venda.

  • Melhore a comunicação

Os setores que estão envolvidos na venda ao cliente devem conversar entre si. Não somente trocar ideias mas, sim, trocar dados e números, garantindo que a eficiência dos processos esteja interligada. Invista para que o seu setor de marketing e vendas funcione de uma maneira sistêmica.

Enfim, encerramos nossas dicas por aqui.

Se você quiser cuidar melhor dos custos da sua empresa, abaixo disponibilizamos, gratuitamente, a planilha de custos. Com ela, você nunca mais vai ser surpreendido pelos números do seu negócio, no final do mês:

Planilha de custos gratis