Venda Consignada: Por que é um bom negócio para você

A venda consignada com certeza é mais complicada de entender do que as vendas normais e, se você pesquisar por aí, não existem muitos artigos que listem os prós e contras desta operação. Dependendo do blog que você pesquisar, a posição será uma ou outra. Os benefícios da venda consignada para o lojista são diferentes dos benefícios do fornecedor. Então, pretendemos lhe explicar neste artigo o que é uma venda em consignação e os benefícios para o lojista e para o fornecedor, além de trazer algumas dicas importantes para que isto funcione bem em sua loja.

O que é venda consignada?

A venda de mercadorias em consignação é descrita como uma situação em que as mercadorias são enviadas para um revendedor (lojista) que paga o fornecedor apenas quando a mercadoria é vendida.

O revendedor, também conhecido como consignatário, tem o direito de devolver ao fornecedor a mercadoria que não vender, pois não tem obrigação de fazê-lo.

Propósito da venda consignada

Você pode utilizar a venda consignada como uma ferramenta de marketing. Como resultado, essa prática pode fornecer um incentivo atraente para o revendedor, pelo menos para estocar sua mercadoria. O varejista não tem nenhum risco e você tem sua mercadoria na frente do público alvo.

Exemplos de mercadorias que muitas vezes são vendidas em consignação incluem lâmpadas, ovos, revistas, jornais, decorações de Natal, sementes de jardim, baterias para lanternas e vasos de plantas, como os encontrados em supermercados.

No caso de mercadoria perecível (seja em qualidade ou em recurso sazonal), os lojistas são muitas vezes mais inclinados a colocá-lo em suas ações de marketing se eles não têm grande ameaça de perda financeira sobre o investimento no caso de não vender.

No caso de um produto recentemente projetado e fabricado para o qual não há registro de vendas, os lojistas tendem a ser  mais entusiasmados com a promoção se o risco de perda do investimento for minimizada.

5 benefícios da venda consignada para o lojista e o fornecedor

1 – Economia em custos de estoque

Com certeza este é um benefício para o lojista! A loja não terá custos até que o produto seja vendido para o consumidor final. Em outras palavras, o varejista não precisará pagar o fornecedor até que o produto seja vendido, o que melhora o fluxo de caixa da loja consideravelmente.

2 – Coloca o produto em frente ao consumidor final

Este é um grande benefício para o fornecedor. Não importa o quão bom seja o seu produto, alguns produtos do estoque precisam estar em frente ao consumidor final para serem vendidos. Alguns produtos o cliente precisa tocar, sentir, degustar ou testar para comprar. A venda consignada torna mais fácil para o fornecedor convencer o lojista a estocar seu produto.

3 – Reabastecimento do estoque assim que o produto é vendido

Este é um benefício para as duas partes, o fornecedor e o lojista. A venda consignada geralmente evita a demora entre a venda do produto e a chegada de um novo produto para o estoque do lojista. É interesse do fornecedor e do lojista manter a loja abastecida para que os produtos sejam repostos nas prateleiras assim que são vendidos. A demora entre a venda de um produto e a chegada do reabastecimento representa uma perda de vendas para ambas as partes e a venda consignada pode evitar isto.

4 – Reduz o risco para novos produtos e vendas por canais

A venda consignada permite aos lojistas e aos fornecedores testar o sucesso de um produto novo ou de um novo canal de vendas sem correr riscos de grandes perdas financeiras. Os lojistas podem inserir produtos ainda não comprovados com boas vendas e tentar colocar o produto no mercado por um novo canal de vendas antes de investir pesado na compra de várias unidades. No fim das contas, é bom para o fornecedor e para o varejista, pois ambos podem saber quais produtos vendem melhor e onde devem focar a maior parte do investimento de seu capital.

5 – Ajuda na manutenção de um melhor relacionamento entre o lojista e o fornecedor

Introduzir um novo produto ou iniciar a venda consignada permite para ambas as partes (varejista e fornecedor) julgarem qual o nível de estoque que devem manter em períodos distintos do ano. Isto permite que ambos organizem as compras/vendas dos pedidos entre eles com quantidades boas para os dois lados. Comprar e vender a quantidade certa de um produto, além de usar a venda consignada de vez em quando, estabelece um relacionamento mais forte e de confiança entre as duas partes.

Venda consignada: vantagens X desvantagens?

  • Vantagens:
    • Aumento de vendas sem necessidade de investimento prévio, exceto se necessário comprar mostruário/prateleiras para exposição do produto, algo que pode ser feito por qualquer uma das partes;
    • Custo baixo para fornecimento e exposição de produtos ao mercado alvo;
    • Potencial aumento no faturamento para o lojista e para o fornecedor;
    • Ampliação da marca e do negócio do fornecedor por meio de uma maior exposição dos produtos, bem como do lojista por ter mais variedades e produtos de qualidade em sua loja;
  • Desvantagens:
    • O lucro com a venda do produto é baixo para o lojista, pois trata-se de uma comissão pela venda e não de uma margem aplicada em cima do custo do mesmo;
    • Interdependência entre fornecedor e lojista para geração de receita por meio de alguns produtos específicos.

Como funciona a venda consignada?

O primeiro passo para fazer uma venda consignada é achar um um fornecedor que trabalhe com esta modalidade de venda. Você pode começar procurando no Google, aconselhamos que você busque pelo termo “revenda consignada”. Caso você queira uma empresa mais perto de você, adicione o seu Estado logo após o termo, por exemplo “revenda consignada RS”.

Caso você seja um fornecedor, uma boa ideia é procurar por negócios no seu ramo, oferecer um catálogo com seus produtos ou até mesmo ligar para o lojista. Afinal de contas, é muito mais fácil convencer o lojista a por seus produtos na loja dele quando ele não precisa desembolsar nada.

Não esqueça de definir bem todos os termos acordados e colocar isto em um contrato, para que ambas as partes tenham uma segurança jurídica de tal negociação.

Existem muitos modelos de contrato de consignação na internet, mas aconselhamos que você busque um advogado para fazê-lo de acordo com a sua negociação específica. Caso queira buscar no Google, tente pela palavra “modelo contrato consignação”.

Não esqueça de prever o comissionamento e de que forma este será pago/recebido.

Algo que funciona muito bem é a cada mês o lojista ser visitado pelo fornecedor, momento em que é feito o acerto de contas e o reabastecimento do estoque do lojista com novos produtos em consignação, tudo devidamente assinado e registrado.

Além disso, a visita sempre é boa para fazer um pós-venda, manter o cliente (lojista) e pesquisar o seu mercado alvo (cliente final).

É necessário ter cuidado para precificar corretamente o produto. Caso você tenha dúvidas sobre precificação de produtos, leia este artigo.

Fontes:

Resumo
Venda Consignada: Por que é um bom negócio para você
Nome do Artigo
Venda Consignada: Por que é um bom negócio para você
Descrição
Saiba porque a venda consignada é um ótimo negócio para você, lojista e fornecedor! Vantagens, desvantagens, como funciona, dicas e muito mais! Leia agora!
Autor
QuantoSobra
96 / 211

3 Comments

  1. Eliana 5 de agosto de 2017 at 13:15

    Por favor, o Quanto Sobra também pode ser usado para a gestão de produtos consignados ? Como faria os registros dos produtos, sabendo-se que eles entram para o estoque a custo zero ? E como faria toda a gestão ? Teriam algum vídeo ou texto explicativo ? Obrigada.

    1. Stéfano Willig 26 de setembro de 2017 at 10:36

      Olá Eliana, tudo bem? Pode sim, faça um teste gratuito e chame a gente no chat que te explicamos, abraço!

  2. Kiskadi + QuantoSobra | Uma Parceria para o Varejo - Kiskadi 11 de dezembro de 2017 at 13:37

    […] um pouco disso em nossos artigos sobre venda consignada. […]

Deixe uma resposta

Send this to a friend