3 perguntas que você deve responder sobre o dinheiro de sua empresa

Todo empresário em algum momento terá que tirar dinheiro da sua empresa para colocar no seu bolso, do contrário, não será uma empresa com fins lucrativos. Saber separar com clareza o dinheiro que pode ir para o seu bolso é essencial para a saúde da empresa e garantir que o seu bolso continue sempre cheio ao longo do tempo. Confundir-se nessa etapa pode facilmente trazer problemas para sua empresa e o seu fluxo de caixa. Neste artigo trazemos 3 perguntas simples para ajudá-lo a separar o dinheiro da empresa do que é dinheiro que pode ir para seu bolso e assim evitar que crie problemas financeiros na sua empresa.

O que é pro labore?

O pro labore é uma expressão em latim que tem significado de “pelo trabalho”. No Brasil este é o termo que representa a remuneração do trabalho realizado pelo sócios de uma empresa na mesma.
De acordo com o explicado, podemos dizer que o pro labore é o salário do sócio.

Posso usar o dinheiro da minha empresa para cobrir gastos pessoais?

Não. Pense sempre naquele bom e velho ditado “não mate a sua galinha dos ovos de ouro”.
O dinheiro que você tem em sua empresa não é todo seu, você deve pensar que tem fornecedores, aluguel, água, luz, telefone etc para pagar.
Além disso, uma parte deste dinheiro será necessária para efetuar o pagamento dos empregados. Somente após o pagamento de todas as despesas é que saberemos o que realmente pertence a empresa, o que sobra.
O dono da empresa que trabalha na mesma deve retirar um pró-labore, que é o salário do sócio da empresa. Caso o sócio não trabalhe na mesma, deve somente fazer parte da divisão de lucros que for apurada no final de um período especificado pelos sócios.
Retirar da empresa mais do que isto é uma ilusão e irá levar o empresário por um caminho perigoso. Você não pode retirar da empresa tudo que você e sua família quiserem. Lembre-se de honrar os compromissos ou você irá terminar com a sua empresa.

Vendo meus produtos com uma ótima margem de lucro. A minha empresa certamente será lucrativa, não é mesmo?

Antes de iniciar a resposta desta pergunta, devemos entender o que é lucro: O lucro de uma empresa é o resultado positivo de sua operação em um determinado período de tempo, por exemplo, um mês. Assim, a margem de lucro de uma unidade vendida é importante, mas não é o que realmente determina se sua empresa será lucrativa.
Por exemplo, caso você tenha um produto com valor de venda de 100 reais e um custo total de 30 reais, a margem de lucro do produto será de 70 reais.
Caso o total de vendas da sua empresa no mês seja igual a R$ 2.000,00, você teria um lucro de R$ 1.700,00, correto?
Não, pois ainda faltam contabilizar as demais despesas como aluguel, água, luz, telefone etc. Caso você tenha um empregado que lhe custe 1.000 reais mensais e um aluguel de 800 reais você já tem mais despesas do que lucro em sua empresa, tendo assim um prejuízo garantido.
Logo, somente o preço de venda não é suficiente para garantir o seu sucesso, é necessário também se preocupar com o volume de vendas para que você tenha um faturamento que consiga cobrir todas suas despesas e ainda lhe deixar uma sobra no final do mês.
Não se esqueça, foque sempre em fazer sobrar no final do mês.

3 / 277

1 Comment

  1. Fechamento de Caixa: Como fazer um controle de caixa eficiente – Blog da Holliday Store | Gestão, Moda e Negócios 11 de outubro de 2016 at 15:35

    […] Por isso, preste bastante atenção se você está lançando os depósitos e também as retiradas depró-labore dos sócios que, geralmente, ocorrem diretamente do caixa nas micro empresas. […]

Deixe uma resposta

Gostou? Compartilhe com a sua rede!

Ajude seus amigos a também aprenderem mais de forma gratuita e vamos fazer do Brasil um lugar com melhores empresas!

Send this to a friend