4 dicas campeãs para organizar e controlar as finanças da sua empresa

O mercado brasileiro tem se tornado bastante competitivo nos últimos anos, o que favorece a necessidade de aproveitamento máximo dos recursos e busca por novas oportunidades de lucro. Para isso, muitos empreendedores buscam realizar mais investimentos, tomam empréstimos e reorganizam as finanças das empresas. Apesar das diversas vantagens relacionadas à expansão dos negócios, é necessário ter cuidado em relação ao controle das finanças, que podem sair do controle até dos mais hábeis administradores. Pensando nisso, listamos aqui as principais dicas que você precisa saber para organizar e controlar as finanças de sua empresa. Confira:

1- Se necessário, contrate um contador

Não investir no setor de contabilidade de uma empresa pode resultar no famoso ditado, segundo o qual “o barato sai caro”. Contrate profissionais competentes e qualificados para analisar minuciosamente as contas de sua empresa. Só eles poderão te informar a efetiva situação contábil e comercial de seus negócios. A partir dessa análise inicial, você poderá, em conjunto com esses profissionais, elaborar planejamentos orçamentários e reformular procedimentos internos (pagamento de pessoal, manutenção de caixa, controle de recebíveis, etc.).

O auxílio de pessoas qualificadas nessa tarefa é essencial, principalmente se você for inexperiente na gestão de recursos financeiros. É importante que você não se esqueça: ainda que com a ajuda de contadores profissionais, você permanece responsável pelas finanças da empresa, e deve entendê-las para melhor decidir os rumos que seu negócio devera tomar.

2 – Use a tecnologia como sua aliada

Atualmente, existem diversos softwares financeiros e outras ferramentas integradas de controle de caixa e estoque, que podem ser extremamente úteis no momento de organização das finanças de seus negócios. Esses recursos são especialmente relevantes para a manutenção de livros contábeis, para a emissão de notas fiscais eletrônicas e para a criação de relatórios corporativos sobre a efetiva situação financeira de sua empresa. Muitas vezes, esses relatórios também integram o controle de estoque da empresa, o que contribui para a automatização de processos e de informações.

3 – Pequenas mudanças podem ter resultados significativos

Por menos provável que possa parecer, até mesmo pequenas transformações no âmbito da empresa podem ter resultados significativos nas contas ao final do mês. No caso do aumento do preço de uma matéria-prima, por exemplo, é necessário imediato reajuste dos preços finais do produto que sua empresa vende. Essa automatização e constante atualização de preços são essenciais para manter a margem de lucratividade e os níveis de produção da empresa. O mesmo ocorre com transformações em setores estratégicos, como a logística de armazenamento e entrega de produtos. Muitas vezes, a utilização de um meio de transporte mais econômico ou mais eficaz podem acarretar significativa redução dos custos de manutenção da empresa.

4 – Planeje-se!

Elaborar um planejamento orçamentário é fundamental para o sucesso de qualquer empreendedor. O orçamento não diz apenas a situação atual da empresa, mas também pode prever eventuais setores de estrangulamento da produção, que precisam de expansão ou investimento, por exemplo. Da mesma forma, um criterioso planejamento financeiro pode te ajudar a direcionar investimentos para setores mais rentáveis da empresa.

Para receber mais informações sobre economia e finanças, deixe suas dúvidas e comentários abaixo.

5 / 317

Deixe uma resposta

Gostou? Compartilhe com a sua rede!

Ajude seus amigos a também aprenderem mais de forma gratuita e vamos fazer do Brasil um lugar com melhores empresas!

Send this to a friend